Poletti, Frederico (2019). O Século XX

Poletti, Frederico (2019). O Século XX 1

O racionalismo, também chamado Estilo internacional, ou Movimento moderno, foi um estilo arquitetônico que se montou em o mundo todo, entre 1925 e 1965, por volta de. Costuma ser considerado como a principal tendência arquitetônica da primeira metade do século XX. Foi um movimento de grande alcance internacional, que se construiu por toda a Europa, EUA e inúmeros países do resto do mundo.

Este movimento não tem uma designação uniforme em todos os países. Em português se pode gastar o termo “racionalismo”, a despeito de em outros países —especialmente no universo anglo-saxão— esse termo é geralmente circunscribir ao domínio italiano, o racionalismo praticado pelo Grupo 7 e o M. I. A. R. Como esta de indica a sua denominação de “Movimento moderno”, foi um tipo comprometido com os valores da modernidade, em paralelo às chamadas “vanguardas artísticas” que se formavam quando as artes plásticas.

Além da arquitetura, este movimento se interessou pelo o urbanismo e o design. Importa indagar, em primeiro local, a terminologia aplicada a esse movimento. Salvo pequenas nuances, em geral pode-se julgar que o racionalismo, o Estilo internacional e Movimento moderno são conceitos sinônimos.

Como indica sua etimologia, racionalismo vem de desculpa e tem sua origem na aspiração da nova arquitetura de racionalizar os processos construtivos. O racionalismo foi herdeiro do Iluminismo e da Revolução Industrial, a culminação de um extenso modo de aplicação pela arquitetura dos novos processos de mecanização, iniciados com a era industrial. A nova arquitetura não deve, de imediato influir a respeito do telespectador, por avenida meramente sentimental, não deve especular mais sobre a sua disponibilidade emoções, contudo dirigir-se, de forma totalmente consciente, a sua explicação. Em ocasiões em que se circunscreve o termo racionalismo pra Europa, durante o tempo que o International style eu o descreveria a nível mundial. Deve-se notar que em alguns países, de forma especial no âmbito anglo-saxão, é usado como sinônimo de Movimento moderno o termo “modernismo”.

Paul Schmitthenner a reconhecer que “estamos alcançando a fórmula do tipo internacional do século XX”. O racionalismo teve uma rápida difusão por toda a Europa e estabeleceu especialmente pela Alemanha, França, Países Baixos, Áustria, Checoslováquia, Suíça, Reino Unido —graças especialmente aos arquitetos alemães fugidos do nazismo—, a Itália e a Espanha. Nos anos 1930, o racionalismo teve um novo centro difusor nos Estados unidos, onde chegaram muitos arquitetos europeus exilados em consequência a do nazismo alemão, o fascismo italiano e o comunismo soviético.

  • #Vinte e cinco frasier09
  • Roshi83 (conversa) 14:Quatrorze 4 maio 2017 (UTC)
  • George Elliot afirmou: “Nunca é tarde além da conta para ser o que você poderia ter sido”
  • Grainne de Burca, Direito
  • Escola de Línguas
  • Contribuir para a melhoria da competitividade empresarial
  • dois Causas imediatas
  • 3 Terminal Port Nou

mas, nessa década, o movimento entrou em uma fase de determinadas questões e opiniões para o seu excessivo formalismo e tua frio mecanicismo, remoto das necessidades humanas. O próprio Le Corbusier foi à frente de seu purismo inicial e começou a declarar a máquina como uma ferramenta e não um final em si mesmo.

Após a Segunda Guerra Mundial, o movimento começou a reduzir, no entanto ainda continuou construindo em estilo racionalista até os anos 1960, e até 1970, em convivência com outros estilos novos que foram surgindo. De fato, no pós-luta a emergência de reconstruir as cidades devastadas na contenda coadyuvó pra manutenção do tipo, visto que de frente pra procura de novos estilos se preferiu um neste instante consolidado.

Isso aconteceu em paralelo à definitiva universalização da linguagem racionalista, pelo motivo de sua superior difusão nesses anos ocorreu em países emergentes como Brasil, Índia, México e Venezuela. A globalização do movimento levou o casal a uma diversificação do mesmo, porque teve que se ajustar às diferentes tradições construtivas de países de muito diversificada cultura, como este a imensas condições climáticas, econômicas e sociais. Mesmo nos EUA, o Estilo internacional foi regionalizando, como se demonstra na substituição em casos numerosos esqueletos de aço pra madeira, por influência das casas usonianas de Frank Lloyd Wright.

Poletti, Frederico (2019). O Século XX
Rolar para o topo